Se Jesus Cristo era um jagad -guru e suas instruções são capazes de nos trazer libertação, por que precisamos de um mestre espiritual ?


    Srila Bhaktisiddhanta Saraswati Prabhupada: Aceitamos ambos, tanto o mestre espiritual universal como o  mestre espiritual iniciador. Ao aceitar apenas o jagad-guru, podemos enfrentar muitos anarthas. Se no momento  queremos seguir as ordens de Cristo aceitando-o como o jagad -guru e pensado que não necessitamos de um  mestre espiritual iniciador, enfrentaremos certamente dúvidas sobre quão bem poderemos seguir as ordens de Cristo. O Senhor Supremo, ou jagad-guru universal, oferece Suas instruções sobre a verdade absoluta somente através da sucessão discipular. Como eu me sento na margem do Ganges em Navadvipa, longe dos Himalaias, onde o Ganges se origina, e estou sendo capaz de  tocar suas águas aqui, o  mestre espiritual iniciador traz semelhante  serviço devocional puro a Ganga e tudo que emana dos pés lótus do Senhor, e coloca-o em minha mão e em minha cabeça.

    Porque eu sou um ordinário, impotente, uma  pobre pessoa comum, eu não sou capaz de  escalar o Himalaia para tocar suas  águas lá. Da mesma forma, se o fluxo do Ganges do Himalaia é interrompido no caminho, eu terei que enfrentar o risco de aceitar um fluxo poluído em vez do Ganga puro.

   Se as instruções que Jesus Cristo deu há dois mil anos não chegam até nós através da sucessão discipular, ou se  temos que separá-las a partir de livros , então talvez possamos criar um erro e aceitar uma perversão da verdade ensinada em nome do cristianismo. Nós poderemos vir a aceitar algo estranho oposto ao que ele ensinou, pensando ser sua filosofia real. O mestre espiritual iniciador  é também um jagad–guru porque ele é uma manifestação do jagad-guru original. Por sua misericórdia imotivada ele entrega a mensagem do jagad-guru original através da sucessão discipular. Ele não engana ou bajula o discípulo, nem  anseia por qualquer ganho material. Ele é simplesmente um mensageiro da verdade absoluta.