Krsna como “vendedora” de pulseiras.


    A notícia de que Radha estava em Varsana já havia alcançado Krsna. A primeira coisa que ele pensou foi: “Como eu posso chegar lá? Eu não tenho nenhum relacionamento com Ela. O que eu direi a Vrsabhanu Maharaja quando chegar lá? O que eu direi a ele quando me perguntar por que eu fui até lá?" Então Vrnda devi ofereceu ajuda a Ele e disse, "Primeiro você deve trocar essa roupa que está usando e se vestir como uma Mohini." Ela deu a Ele roupas nas quais ninguém o reconheceria, e também uma bacia cheia de pulseiras. “Vá a Varsana vender essas pulseiras, especialmente em Antipura porque certamente Radhika estará lá. E Você deve cantarolar: ‘pulseiras a venda! ’”. Então Ele foi até Varsana e mesmo que externamente estivesse cantando, internamente ele sentia fortes saudades.

   Quando Lalita ouviu esse cantarolar ela se sentiu imediatamente atraída, e disse a suas amigas: “Minhas pulseiras quebraram, vamos chamá-la.” Elas convidaram Mohini ao jardim delas e Radharani trouxe um pano para ‘ela’ se sentar e mostrar as pulseiras. ‘Ela’ mostrou pulseiras verdes, amarelas, azuis e de outras cores, mas Radha rejeitou todas, dizendo: "Eu quero apenas pulseiras pretas". ‘Mohini’ então pegou uma pulseira preta. Na Índia é normal que a pessoa que vende pulseiras coloque as pulseiras no pulso de quem esteja comprando. Por isso para por a pulseira no pulso de Radhika ‘ela’ segurou a mão de Radhika bem forte. No momento em que ‘ela’ colocou a pulseira no pulso de Radha, esta soube imediatamente que essa ‘Mohini’ era Krsna, "Apenas Ele segura minha mão dessa forma" pensou. Ela sinalizou então com os olhos para Lalita entender que "é aquele menino negro".

    Agora era o momento de pagar pelas pulseiras, Radharani então disse: "Eu tenho um presente muito bonito para você. Eu quero lhe dar um vestido." Radhika pediu a Lalita o vestido e Lalita pediu à Rupa-manjari para ir buscá-lo. Ao receber o vestido Radharani disse a Lalita, "Dê isso a ‘ela’ e faça com que 'ela' vista isso." Krsna estava pensando sobre o que fazer, "Eu sou capaz de levantar a Colina de Govardhan sem maiores problemas, e Eu sou capaz de matar muitos demônios, mas o que acontecerá se Radhika ficar brava comigo? Ó Narayana, por favor, me salve!" Ele tentou fugir para longe, mas Ele já havia sido cercado pelas sakhis de Radharani e Ele não podia mais escapar. Lalita foi até ele, tirou as roupas de Mohini dele e disse: "Não era Mohini, mas sim Mohan!". Krsna conseguiu escapar delas finalmente e pensou “O que farei agora?” Naquele mesmo momento no outro lado do jardim Radhika foi dormir ainda se sentindo irada.

   Enquanto Radhika dormia, Lalita chamou Krsna e disse pra Ele massagear Srimati Radhika. Ela então abraçou Krsna pensando que Ele fosse uma de Suas sakhis. Quando Ela abriu os olhos viu que era Krsna, Sua ira se acabou e Eles desfrutaram de muitos passatempos doces e belos.

Fonte: Compilação de anotações que eu fiz em aulas de Srimati Uma didi e Srimati Savita didi onde elas repetiram o que ouviram de Srila Bhaktivedanta Narayana Gosvami Maharaja (Ramananda das).