Quais os deveres de um homem casado?

"If married men think: 'I must not give any of my money, which I consider reserved for Krishna, to the poor and deprived", then they are really showing symptoms of wretchedness, cruelty and lack of compassion for others. They should not consider that giving charity to the poor is a fruitful activity.
If married men think: 'I must not give any of my money, which I consider reserved for Krishna, to the poor and deprived", then they are really showing symptoms of wretchedness, cruelty and lack of compassion for others. They should not consider that giving charity to the poor is a fruitful activity.
  Srila Prabhupada Bhaktisiddhanta estava viajando através do estado  de Orissa com os seus discípulos. Em um dia quando ele estava voltando do templo de Saksi Gopal, algumas pessoas no caminho pediram esmolas aos homens casados ​​que acompanhavam Srila Prabhupada, mas nenhum deles deu nada. Srila Prabhupada, ao ver isso, parou, sentou-se e começou a falar sobre os deveres de homens casados. Durante sua conversa, ele disse:

 "Se os homens casados ​​pensam: 'Eu não deve dar qualquer parte do meu dinheiro, que eu considero reservado para Krishna, para os pobres e carentes’, então eles estão realmente mostrando sintomas de miséria, crueldade e falta de compaixão pelos outros. Eles não devem considerar que dar caridade aos pobres é uma atividade frutífera.

Esse tipo de mentalidade  tornará seus corações duros e eles vão sofrer por causa da ganância. Como resultado disso, eles não querem gastar seu dinheiro, nem mesmo  no serviço devocional ao Senhor Supremo, que é o objetivo final na vida. Isto irá trazer ofensas no serviço. Para salvar-nos deste tipo de engano e conceito pecaminoso, Shri Gaurasundara costumava dar dinheiro e coisas assim para as pessoas pobres durante Seus passatempos como um homem casado.

O dinheiro que temos,  nós só temos  pela graça do Senhor. Se dermos um pouco para as pessoas pobres mendicantes, então não é um desperdício de dinheiro, mas sim o seu uso correto. Servir prasadam aos outros é o dever de cada Vaishnava casado. Mesmo que essas pessoas se tornaram  pobres por karma ou por destino, mesmo assim, eles ainda são uma parte da família do Senhor. Por isso, é definitivamente o dever solene de cada homem casado honesto ajudá-los".

(Esta é uma reprodução de uma conversa com o Major Rana NJ Bahadur em Armadale, Darjeeling em 14 de junho de 1935. Ele foi originalmente publicado no The Harmonist (Vol. XXXI, No.21) no dia 27 de junho de 1935.)"If married men think: 'I must not give any of my money, which I consider reserved for Krishna, to the poor and deprived", then they are really showing symptoms of wretchedness, cruelty and lack of compassion for others. They should not consider that giving charity to the poor is a fruitful activity.
This kind of mentality shall make their hearts hard and they will suffer of greed. As a result of this they shall not want to spend their money, not even on the devotional service to the Supreme Lord, which is the ultimate goal in life. This will invite offenses in the service. To save ourselves of this kind of deceit and sinful concept, Shri Gaurasundara used to give money and things like that to the poor people during His pastimes as a married man.