Srila Bhaktivedanta Narayana Maharaja falando sobre Srila Bhaktisiddhanta Sarasvati Goswami Prabhupada.


Srila Bhaktivedanta Narayana Maharaja relata seu aparecimento:
Bimala Prasada

Bhagavati Devi
   Srila Prabhupada Bhaktisiddhanta Sarasvati apareceu em Sri Jagannatha-dhama. Ele nasceu com muitos sintomas de um maha-purusa, tais como: marcas naturais de tilaka em seu corpo e as impressões de kanti-mala em seu pescoço. Srila Bhaktivinoda Thakura disse a sua esposa Bhagavati-devi, “Ele não é um garoto comum. Nenhum garoto comum pode apresentar esses sinais naturais de tilaka, kanti-mala e outros. Ele nasceu em Jagannatha Puri e eu também orei a Bimala Devi, a consorte do Senhor Jagannatha. Ele apareceu pela misericórdia dEla”. Assim o menino recebeu o nome de Bimala Prasada.

Srila Bhaktivedanta Narayana Maharaja relata alguns tópicos sobre Srila Bhaktisiddhanta Sarasvati Thakura:

    Srila Bhaktivinoda Thakura enviou seu filho para um escola de sânscrito e, com a idade de aproximadamente doze anos,  ele recebeu o diploma em astrologia e o título “Siddhanta Sarasvati”( significa o mestre das conclusões das escrituras). Naquela época, ele se tornou o melhor em astrologia por toda Bengala. Às vezes, Srila Saravasti Thakura derrotava os argumentos dos seus professores, e portanto, deixou a faculdade. Logo fundou o Saraswati Chatuspathi de estudos de astrologia e publicou revistas e vários textos sobre astrologia antiga e sua fama como astrólogo cresceu muito na sociedade. Ele aceitou um trabalho no estado de Tripura como Tutor e professor da Família Real, mas logo Srila Prabhupada abandonou esse trabalho e o rei lhe deu uma pensão completa e vitalícia e ele aceitou essa pensão por três anos.

  
Srila Bhaktivinoda à direita com Bimala Prasada no meio.
Durante esse tempo, o governador da Bengala era Ashutos Mukarji. Ele estabeleceu a Universidade de Calcutá e reservou um lugar para Srila Bhaktisiddhanta Sarasvati Thakura. Ele pediu-lhe: “Oh, por favor, venha ser o chefe de departamento. Por favor, tome conta dele. Você é o mais qualificado para isso”. Srila Sarasvati Thakura respondeu: “Eu não vim a este mundo para contar as estrelas do universo, assim como não vim para contar os grãos de areia das praias do mundo. Eu não posso satisfazer seu desejo”. Enquanto Srila Bhaktisiddhanta Sarasvati permaneceu neste mundo, esse lugar foi reservado para ele, mas ele nunca o aceitou.

  Srila Bhaktivinoda Thakura então pensou: “O que devo fazer por este menino?” Ele abriu uma farmácia e disse a seu filho:  “Aceite-a mantenha-a de modo que não haja perdas”. Srila Prabhupada Sarasvati Thakura buscou fazer isso, mas a farmácia faliu, e novamente seu pai se perguntava o que fazer.

  Havia um rei na India que na época reinava em Kashim Bazar, e ele era um amigo do peito de Srila Bhaktivinoda Thakura. Ele disse a Srila Thakura: “Eu quero um professor particular para o meu filho. Ele será rei depois de mim, então quero que alguém o oriente”. Srila Bhaktivinoda Thakura respondeu: “Vamos tentar. Direi ao meu filho para ensiná-lo”. Naquela época, o salário era bem alto.

  Srila Sarasvati Thakura foi até o rei e começou a ensinar ao seu filho que, todo o mundo, incluíndo os sandhis ( a alteração de sons nas palavras)e samas (movimentos da Lua) são uma emanação de Krsna e não são diferentes Dele. Ele ensinou como Mahaprabhu ensinava quando era professor em Navadvipa. Após algum tempo, o menino se tornou muito culto e um erudito na filosofia Vaisnava, e o resultado foi que ele se tornou um renunciado. Ele não era como vocês. Muitos de vocês têm ouvido por dezesseis ou vinte anos, mas vocês não se desapegaram. Por outro lado, sendo instruído por Srila Sarasvati Thakura, aquele príncipe tornou-se desapegado dos prazeres mundanos.

   A mãe do menino ficou muito perturbada e  disse a seu marido, o rei: “Você tem apenas um filho, e você quer fazer dele um sannyasi? Seu único filho? Eu não desejo isso! Se você continuar dessa maneira eu tomarei veneno e morrerei”. O rei ficou angustiado e perguntou a Srila Bhaktivinoda Thakura: “O que eu devo fazer?” Srila Bhaktivinoda Thakura respondeu: “Direi  ao meu menino para voltar para casa.” O rei disse: “Vou continuar a lhe pagar o mesmo salário que venho dando, mas ele deve retornar.”

  Após isso, ele voltou para casa e Srila Bhaktivinoda Thakura novamente ponderava qual
A esquerda Srila Tirtha Maharaja e no meio Srila Bhaktisidhanta
seria uma boa ocupação para seu filho. Ele comprou um terreno em Mayapura, que começava em Jagannatha Bhavan (a casa de Sri Sacinandana), seguindo pelo Yogapitha, Candrasekara Bhavan, indo além. Ele deu toda essa área para Srila Bhaktisiddhanta Sarasvati Thakura, e em seguida, começou a realizar bhajana em Svarupa-ganja, em Godruma. Ele disse a seu filho: “Nós descobrimos o local de nascimento de Mahaprabhu pela ajuda e misericórdia de Srila Jagannatha dasa Babaji Maharaja! Agora, glorifique este lugar!”

  A seguir, Srila Sarasvati Thakura fez uma cabana onde Sri Gauracandra, Srimati Visnupriya, Srimati Lakshmipriya e o Pancha-tattva foram estabelecidos, e seu pai, então, ordenou-lhe: “Você deve realizar arcana para as Deidades neste local, e deve manter-se dependendo do Senhor Krsna durante a execução de sua adoração e serviço”.





Srila Bhaktisiddhanta Saraswati Goswami Prabhupada Thakur, o discípulo de Srila Gaura Kisora Das Babaji Maharaj, foi o Guru de Srila Bhakti Rakshak Sridhar Maharaj, bem como de Srila AC Bhaktivedanta Swami Prabhupada e Srila Prajñana Kesava Maharaja.