A QUEM A.C. BHAKTIVEDANTA SWAMI PRABHUPADA DEDICA O SEU “BHAGAVAD-GITA COMO ELE É”?

  A SRIMAD BALADEVA VIDYABHUSHANA, que foi um devoto puro do Senhor, que viveu no inicio do século 18, e entrou em nytia lila em 1768. Ele apareceu num local chamado Baleshvara, um vilarejo próximo a Remuna (Orissa), sendo filho de um vaishya agricultor. Numa idade muito jovem, dominava sânscrito, gramática, poesia e lógica, e tomou iniciação e sannyasa na sucessão discipular de Madhvacarya.
  Em 1706, Srila Visvanatha Cakravarti Thakura o mandou para Galta (perto de Jaipur) pra provar a autencidade do movimento de Sri Caitanya Mahaprabhu.Os Ramanandis locais (um ramo da Ramanuja Sampradya), propagavam que os Gaudya Vaisnavas, não tendo comentário sobre o Vedanta-sutra, não eram uma linha discipular fidedigna e que portanto, não tinham o direito de adorar Govindaji ou qualquer uma das outras deidades de Vrindavana.
  Ele, Srimad Baladeva, argumentou que Sri Caitanya Mahaprabhu, o fundador da Gaudya Sampradya, havia estabelecido que o Srimad-Bhagavatam era o comentário mais importante sobre o Vedanta. Mas os represantantes da Ramanuja continuaram dizendo: ”Eles não tem um comentário, e admitem isso!”.Não tendo outro recurso, Srila Baladeva Vidyabhushana prometeu mostrar a eles o comentário da Gaudya sobre o Vedanta dentro de poucos dias.
  Srila Baladeva Vidyabhushana foi ao templo de Sri Govinda e após oferecer suas reverências, relatou o que havia se passado no palácio. Naquela noite, em sonho, Sri Govinda disse para ele: ”Você pode compor um comentário. Este comentário será pessoalmente orientado por Mim. Ninguém será capaz de encontrar falhas n’Ele”. Tendo esta visão no seu sonho, Vidyabhushana ficou muito feliz, e seu coração se encheu de força; então meditou nos pés de Sri Govinda. Imediatamente iniciou a escrever o comentário. Dentro de poucos dias, ele terminou a tarefa. Este comentário ficou conhecido como GOVINDA BHASHYA sobre o Vedanta.
  Quando ele apresentou o comentário todos ficaram sem fala e a Gaudya extremamente feliz. Nesta época os panditas deram o nome para Srimad Baladeva de “Vidyabhushana”, aquele cujo ornamento é o conhecimento, em honra da sua grande erudição.