O primeiro sanyas de Srila Bhakti Siddhanta Sarasvati .

    Como uma criança Bhakti Pradipa Tirtha Maharaja foi chamado Jagadisa . Depois de se formar na Universidade de Calcutá, Jagadisa trabalhou como professor , vivendo com sua esposa em Calcutá.
  
Quando foi a  Mayapura para o aniversário de aparecimento do Senhor Caitanya, ele conheceu Bhakti Vinoda Thakura pela primeira vez .Jagadisa caiu prostrado no chão em  lágrimas , buscando  abrigo em Bhakti Vinoda Thakur . Reconhecendo-o, Thakura disse: "Você é uma pessoa qualificada e respeitável , se você assumir a responsabilidade de pregar em nome do Senhor Caitanya , certamente, grande número de pessoas serão atraídas para a mensagem".
 
 
Naquela mesma tarde Siddhanta Sarasvati teve uma longa conversa com Jagadisa por várias horas.
  Mais tarde, ao meio dia, depois de raspar a cabeça e tomar banho no Gange, Jagadisa recebeu mantra diksha de Bhakti Vinoda Thakura em sua casa de campo em Godruma. Bhakti Pradipa passou um tempo considerável em Godruma servindo seu mestre espiritual, Sri Bhakti Vinoda .
 
  Em 23 de junho de 1914, na noite de seu  desaparecimento , Bhakti Vinoda Thakura ofereceu inestimável conselho na presença de Jagadisa e outros devotos, refutando os argumentos dos materialistas e o smartavada .
 
  Quando sua esposa morreu, Jagadisa aceitou a ordem renunciada sob a orientação de Siddhanta Sarasvati no mês de Kartika (outubro- novembro ) em 1920, e veio a ser conhecido como Tridandi Svami Bhakti Pradipa Tirtha Maharaja . Ele foi o primeiro a receber Tridandi Sanyas diksha de Bhaktisiddhanta Sarasvati Thakura .
 
   Em 18 de março, 1933 Bhakti Siddhanta Sarasvati fez um discurso de despedida em honra a Bhakti Pradipa, Bhakti Hridaya Bon Maharaj e Samvidananda Bhaktisastri antes de sua partida para a pregação nos países europeus.
 
  Bhakti Pradipa estava presente quando Bhakti Siddhanta Sarasvati partiu deste mundo em 31 de dezembro de 1936.
 
  Na idade de 82 anos, ele foi para o Purusottama Math em Jagannatha - Ksetra onde ele foi convidado , sob a orientação coletiva de alguns gurus , em meditação até que ele faleceu no tithi Purnima auspicioso no mês de Agrahayana ( novembro-dezembro ) em 1954. Depois de um pouco de descanso , ele reuniu todos os devotos em torno dele , sentou-se no novo asana com sua japa na mão e ouviu Anathanatha dasa ler sobre passatempos sankirtana do Senhor Caitanya da lila Madhya de Chaitanya Bhagavata. Ele ouviu até a estrofe ... "Esse Supremo Senhor, que é constantemente glorificado pelo Senhor Siva Digambara Bhola , o mesmo Senhor está agora a passar por aqui, manifestando sua sankirtana -lila . " Nesse ponto Bhakti Pradipa colocou sua japa no banco , curvou a cabeça e com as mãos postas proferiu "Oh Gaura , Oh Nitai , Oh Gadadhara " , e deu seu último suspiro.