Srila Bhaktivinoda Thakura


   Ele restabeleceu, no final do século dezenove, os ensinamentos do Senhor Caitanya, os quais, até então, haviam sido amplamente mal interpretados ou perdidos. Escreveu quase cem livros para explicar a ciência da consciência de Krsna, desmascarar falsas encarnações de Deus e derrotar concepções errôneas sobre o caminho do serviço devocional. Era tanto um pregador ativo e magistrado de Jagannatha Puri, Orissa, como também um amoroso  pai de dez filhos. Um de seus filhos foi Srila Bhaktisiddhanta Sarasvati Thakura.
  Em 1914, no dia do desaparecimento de Sri Gadadhara Pandit, a encarnação de Sri Radha, ele entrou nos passatempos eternos de Gaura-Gadadhara e Radha-Madhava. Em Navadvipa [Godrumadvipa] Sri-Sri Gaura-Gadadhara, as Deidades de Thakura Bhaktivinoda, aguardam para abençoar quaisquer visitantes do Svananda-sukhada-kunja. Nos passatempos eternos de Radha-Madhava, Bhaktivinoda Thakura toma a forma de Kamala-manjari para servir Srimati Radharani.


As deidades de Srila Bhaktivinoda